Galaxy Note 7: Entenda por que celulares explodem e saiba se há como evitar

Por Jean_Carlos Sexta-feira, 14 de Outubro de 2016

Galaxy Note 7: Entenda por que celulares explodem e saiba se há como evitar

Nas últimas semanas várias imagens de celulares da marca Samsung explodidos se tornaram notícia e acabaram provocando uma onda de preocupação em torno do Galaxy Note 7. O problema foi tão grave que o aparelho, lançado em agosto desse ano, teve sua produção interrompida. Mas será se a questão do superaquecimento de aparelhos é problema somente da marca sul-coreana?

Não é só a Samsung que tem celular explodindo por aí, a chinesa Xiomi e até mesmo a Apple também já passaram por isso. Pensando nisso o Zigg resolveu tirar algumas dúvidas sobre o superaquecimento de smartphone e como isso pode ser evitado com alguns cuidados do usuário. Para começar é bom ter em mente que qualquer celular que for ligado terá sua temperatura modificada, isso porque, simplesmente, movimento gera calor.

O seu celular, acima de tudo, é uma máquina movida à energia elétrica, ou seja, quanto mais uso dessa energia for feito, mais esse elemento entra em movimento. Exemplo disso é quando você joga ou faz uso da troca de dados. Esquentar o celular é normal, mas esquentar demais não.

Processo químico

O contato do elemento químico lítio, presente nas baterias dos celulares, com água ou oxigênio, daria inicio a um processo de combustão espontânea violento. Para conter essa explosão, a bateria utilizaria o solvente orgânico (eletrólito) para impedir a formação do lítio metálico e seu contato com meio aquoso, entretanto se determinados valores de sobretensão, subtensão e temperatura forem ultrapassados, o eletrólito sofrerá a liberação de calor que poderá levar a bateria a pegar fogo ou mesmo explodir.

Cuidado com o calor

Se o seu celular aquece ao ponto de haver um observável incomodo e sua velocidade fica consideravelmente reduzida, tornando apps lentos, pode haver sinais de superaquecimento. Se o problema tem se tornado frequente, há inúmeras razões para serem investigadas para enfim tentar resolver o problema. A principal delas é a possível sobrecarga do hardware.
Deixar o celular exposto ao sol, trancado no carro em Teresina, em pleno B-R-Ó-Bró, por exemplo, e de alguma forma deixa-lo no forno são maneiras que você pode impedir apenas o colocando em um lugar adequado.

Danos

Ninguém quer comprar um aparelho, mesmo que ele tenha sido um ‘mais baratinho’, e ter de comprar outro logo em seguida por que ele parou de funcionar. Por isso é sempre bom tratar sua compra com algum respeito. Afinal, o principal impacto que o calor tem sobre a bateria é que acelera a sua degradação, ou seja, reduz a vida útil do aparelho.

Galaxy Note 7

Após muitos usuários postarem na internet que seus aparelhos tinham explodido, a Samsung anunciou no início dessa semana que iria parar a fabricação do seu top de linha. A empresa, através de comunicado oficial, solicitou que as lojas e operadoras de telefonia suspendessem imediatamente a venda do celular e pediu aos donos do aparelho que o mantenha desligado por questão de segurança.

O Galaxy Note 7 era o aparelho projetado pela Samsung que iria concorrer diretamente com o também recém lançado Iphone 7 Plus, da Apple.

Imagem: thenewsrecorder

Ainda de acordo com o comunicado da empresa, os consumidores que já adquiriram o aparelho serão reembolsados ou poderão trocar por um modelo de outra marca.

O Galaxy Note 7 não desembarcou no Brasil e seu lançamento foi adiado, em meio à crise da empresa.

Comentários