Paladins ou Overwatch: Qual é o melhor?

Por Ismaellx Segunda-feira, 25 de Setembro de 2017

Bom, essa é uma pergunta que muitos tentam responder, e que no meio dessas tentativas tem os “famosos” comentários que muitos de vocês já devem ter visto como por exemplo, que um é cópia do outro, ressaltam o que faltam em um ou em outro, ou que um é a versão pobre do outro, mas será mesmo que esses jogos são tão inovadores assim?

O inicio começa em Team Fortress 2

 Pra começar, temos que falar de seu bom e velho pai chamado Team Fortress 2, que teve sua primeira versão lá na época do primeiro Quake por meio de mods (Modificações feitas por jogadores) e a Valve se interessou pelo mod (assim como ele fez com Counter-Strike) e lançou um jogo com uma jogabilidade muito fluida que também é muito similar com Overwatch e Paladins, com vários modos de jogo como Payload (onde você e sua equipe deve empurrar um carrinho da sua base até a base do inimigo) e Control Point ( onde você tem que dominar áreas por um tempo e não permitir que a equipe adversaria tome posse dela).

Agora iremos analisar como funciona a estrutura dos dois jogos, para podermos entender como funciona e termos um olhar mais crítico

Paladins teve seu beta aberto novembro de 2015 pela empresa Hi-Rez Studios (mesma produtora de Smite), no sistema de free-to-play, em que você ganha gold jogando e pode destravar personagens do jogo (no caso são 32) e skins. Temos um sistema de itens dentro do jogo que serve para te auxiliar nas partidas e que podem ser comprados com créditos que você ganha na partida, esses créditos não podem ser utilizados uma vez que a partida acaba e toda vez que você começa a partida você deverá consegui-los de novo para poder comprar itens em sua nova partida. Tem sistema de cartas que você pode customizar os atributos do seu personagem e é possível produzir cartas com essências.

No game temos 3 modos de jogo, o Payload que funciona exatamente igual o Payload do Team Fortress 2 com a diferença dos itens que você pode comprar dentro da partida, o Siege é uma partida de dois rounds, em que cada round você pode fazer até no máximo de dois pontos, para fazer os pontos, na primeira parte você deve controlar um ponto (no caso uma área), caso consiga, você ganha 1 ponto e aparecerá um carrinho igual do Payload, empurrando ele até o final do caminho você ganhara outro ponto, o adversário pode ganhar o ponto na parte de Payload se ele impedir o seu time de empurrar em 2:30min, e o último e não menos importante o modo Onslaught que é um hibrido entre Control Point e Team Deathmatch conforme você mata um oponente ou fica por muito tempo com a área dominada, você ganhará tickets, o time que tem mais tickets ganha.

Já Overwatch foi lançado no início de 2016, mais precisamente em maio, produzido pela gigante Blizzard (conhecida pela série Wacraft e Starcraft), diferente de Paladins é um jogo pago (custa 160 sua versão padrão), já vem com todos os personagens liberados (são 25 personagens) e ainda pode mudar seu personagem de acordo com a estratégia do seu time no meio da partida, há a possibilidade de destravar skins onde você as consegue em baús, onde esses baús você os consegue ganhando níveis na sua conta do jogo.

Sobre os modos de jogo não se tem muito o que dizer, já que são basicamente os mesmos de Paladins e Team Fortress 2 onde a diferença é o nome e algumas diferenças na gameplay, temos o escort que é o nosso conhecido Payload, Control que é o Control Point e o Hybrid que funciona como o Siege.

Conheça as diferenças e as inovações de cada game

Bom e agora você deve estar passando pela sua cabeça “...nossa, esses jogos são muito parecidos...”, ou então pior “...ah, tudo copia um do outro...”, então tenho uma notícia para dar, eles não são. Por mais que Paladins e Overwatch tenham uma fórmula muito similar eles são bem diferentes eu irei lista-los aqui:

  • Os jogos têm heróis totalmente diferentes, o que já muda a dinâmica do jogo, pois levando em conta que temos que traçar uma estratégia para lidar tanto em time quanto individualmente, então a adaptação é a chave para que se tenha um bom desempenho nos dois jogos
  • O número de jogadores é diferente para cada jogo, sendo que em Overwatch você tem 6 e em Paladins temos 5
  • Os mapas são totalmente diferentes levando em conta muitos em ambos os jogos e também os modos de jogo tem mapas específicos.
  • Em Overwatch você pode trocar de personagem quando quiser, caso você precise pegar algum personagem que tenha vantagem sobre outro, em dois cliques poderá ser feita essa mudança, já em Paladins não é possível mudar seu personagem dentro da partida e sim somente no começo deixando sua escolha mais difícil já que se você quer aprender para jogar o modo ranqueado, será necessária uma cautela maior na hora escolher seu personagem.
  • O estilo gráfico dos jogos, apesar de serem muito bons, depende do gosto, Overwatch tem um gráfico um tanto mais real, uma modelagem superior, em Paladins também tem gráficos bons, mas leva para o lado mais cartunesco, apesar de terem boas animações, infelizmente ficam um pouco atrás do Overwatch. 
  • Uma coisa interessante são as montarias do Paladins que ajudam muito na hora de sair da base, inclusive no Overwatch não tem isso, ou seja, você sai da sua base a pé.
  • Em ambos os jogos tem como cair em abismos e dar ou conseguir abates, só que em Overwatch aparentemente é mais facil de explorar pois muitos personagens tem como empurrar os outros com explosões, e também os mapas tem bem mais abismos que em Paladins.

Ambos os jogos categorizam seus personagens de formas diferentes, em Paladins temos Dano, Linha de Frente (Tanks), Flancos (aqueles que agem furtivamente), e suporte, com isso é composto uma coisa no jogo que é chamada metagame que é a estratégia por trás do jogo, ou seja, uma distribuição de funções mais equilibrada para seu time e assim ter uma probabilidade maior de vencer, em Overwatch tem seu metagame onde é totalmente diferente de Paladins (mais um exemplo que são jogos bem diferentes), lá temos Ataque, Defesa, Tank e Suport, como você pode substituir seu personagem quando você quiser, quando você está atacando, você deve usar personagens de ataque, e quando estiver defendendo, você deve usar os defesa, em ambos os jogos os tanks seguram o dano dos adversários, e os suportes auxiliam o time. Em Paladins temos os Flancos que se escondem e tentam pegar os jogadores desprevenidos, em Overwatch não existe essa posição, pelo menos de forma explicita. Um exemplo a Tracer, que age furtivamente, mata o oponente e teleporta pra longe, e é um personagem de ataque que age como Flanco, a Pharah também é um personagem de ataque, mas ela não faz essa função, pois ela se posiciona atrás do tank. Então escolher bem em Paladins é essencial porque não é possível trocar de personagem e uma vez que você escolhe errado, você pode acabar perdendo o jogo.

Uma coisa muito interessante de Paladins e Overwatch são os famigerados modos competitivos (ou ranqueado) em que o jogador joga os modos que já existem nos jogos, porém valem pontos e quanto mais pontos você tem nas temporadas, maior seu ranking e se você for um excelente jogador, posteriormente jogadores muito mais experientes aparecerão para te enfrentar.

Uma das coisas mais legais de Paladins e Overwatch são os campeonatos profissionais, sim isso mesmo, jogadores que se dedicam e ganham a vida no E-sports (esportes eletrônicos), disputam entre si para conseguir premiações para seus times, em alguns casos esses campeonatos são transmitidos em live da Twichtv ou até Youtube. Milhões de espectadores no mundo todo assistem os campeonatos, fazendo deles uma ótima atração para quem gosta dos jogos, e ainda incentiva não só outros jogadores, mas que empresas se interessem pelos times e patrocinem os times participantes.

Qual é o melhor?

Mas como nem tudo são rosas, os jogos têm falhas (assim como qualquer outro), falhas essas que podem fazer jogar os dois, um deles ou até nenhum (caso você não jogue estará perdendo muito, pois são dois jogos excelentes), mas como isso é uma análise comparativa, devemos olhar a fundo o que eles oferecem.

Se você pensa em começar a jogar Overwatch, já temos o primeiro baque, que é o valor, salgados 160 reais, é caro pois restringe o acesso do jogo para muita gente, mas vale a pena, pois não há a necessidade de comprar nada dentro do jogo, é só instalar e jogar, o que realmente conta é sua habilidade, sem ter que colocar as famosas builds de itens ou talentos para melhorar seu personagem, o equilíbrio dos personagens é muito bom. Diferente de Paladins que é um jogo free-to-play, tem builds para personagens, necessidade de comprar coisas e até um pouco de pay-to-win (pagar para vencer) onde você pode usar dinheiro vivo para conseguir coisas no jogo, assim dificultando quem quer jogar sem pagar nada mesmo, e com isso a empresa pode provocar desequilíbrios propositais no jogo com personagens novos, criando um personagem muito mais forte que os outros, provocando a compra desesperada de alguns jogadores, quando sair uma atualização eles enfraquecem a fim de equilibrar, e depois criam um novo que desequilibra o jogo de novo, assim deixando o jogo difícil pra quem é novo e quer continuar jogando.

Um outro ponto que Paladins perde em relação a Overwatch é a falta de história, ou seja, em Paladins não tem informação de nada é só o jogo e pronto, não tem o charme do carisma que Overwatch tem, que tem uma história que justifica o porquê dos personagens estão lá, a interação dos personagens nas partidas, sim eles conversam entre si, que faz com que você corra atrás de mais informações dos personagens, fazendo com que se tenha um carinho maior com eles.

Agora que temos bastante embasamento sobre os dois jogos podemos responder qual é o melhor, e o melhor é aquele que você se adequa melhor, Paladins e Overwatch são jogos que tem a mesma proposta de serem jogos competitivos com modos de jogo similares, mas que cada um tem seu gameplay único, o que posso dizer que paladins é um jogo que já é muito bom no que ele faz e realmente diverte, há algumas coisas que seriam legais de colocarem mas não tem, mas esse algo a mais seria um plus, que é exatamente onde o Overwatch convence muitos a compra-lo, não precisas comprar personagens, uma história que faz você gostar dos personagens, e um jogo mais equilibrado, mas ambos os jogos divertem e você como jogador é livre para escolher qual é o melhor ou mais divertido.

 

 

Texto: Victor Hugo

Comentários