Cinco sites que ajudam você a achar freelas

Por juniornetosh Terça-feira, 07 de Abril de 2015

Cinco sites que ajudam você a achar freelas

A internet é, talvez, a melhor saída para quem precisa de renda extra. Um bom exemplo disso são os sites que oferecem freelas (serviços sem vínculo empregatício). Nesses tempos de crise, é sempre bom ter uma maneira de complementar o salário.

Reunimos nesta lista alguns dos melhores sites que podem te ajudar a conseguir uma graninha a mais fazendo freelas - não importa qual seja a sua especialidade, tem trabalho de todos os tipos.

Workana

Tanto os contratantes como os freelancers podem se cadastrar gratuitamente no Workana. No site, todo o projeto deve ter informações sobre prazo, orçamento e especificações sobre as atividades a serem realizadas (redação de artigos, tradução de textos, desenvolvimento de sistemas ou sites, elaboração de peças jurídicas, etc.)

Workana

Ao inserir um projeto, o contratante aguarda propostas dos profissionais cadastrados - o Workana cobra uma pequena comissão para fazer essa ponte. À medida que o freela consegue mais projetos com boas avaliações, aumentam o número de propostas que podem ser lhes oferecidas por mês. O recebimento do pagamento pelos serviços pode ser mensal ou bimensal, de acordo com o tipo de plano escolhido pelo freelancer.

Prolancer

Outro site também conhecido nesse ramo é o Prolancer. A publicação dos projetos é grátis, como no Workana, e o processo ocorre de forma similar: o freelancer cria um perfil destacando suas habilidades, experiências, currículo e portfólio e se candidata às propostas que lhe aprouverem.

Dependendo do tipo de plano utilizado, o freelancer pode fazer ofertas para participar de apenas alguns projetos ou de muitos simultaneamente. Outro ponto positivo da plataforma é o sistema de depósito em garantia, onde o cliente deverá depositar o valor do projeto antes de começar o trabalho.

Prolancer

Assim, o contratado tem a certeza de que vai receber a remuneração integral pelo serviço, desde que o faça adequadamente. Ao mesmo tempo, o contratante só vai liberar o pagamento se a atividade for realizada de maneira satisfatória.

Escola Freelancer

A principal intenção do site é ajudar os usuários em suas carreiras, apresentando artigos e cursos sobre produtividade, organização, empreendedorismo etc. Mas além disso, há uma área onde os usuários podem se candidatar a projetos, como nos exemplos anteriores - mas a interação é bem mais simples: os projetos são apresentados em ordem cronológica e não há nenhuma cobrança para que o contratante faça uma garantia prévia do pagamento pelo serviço.

escola freelancer

A proposta pode ser feita pelo próprio Escola Freelancer. Após a apresentação do orçamento pelo freela, o contato entre as partes interessadas pode ser feito por e-mail.

Trampos

No Trampos o candidato pode pesquisar as vagas de freela por tipo de função (redator, programador, designer) ou pela região onde mora (estado, cidade ou bairro). Para os recrutadores, é cobrada uma taxa mensal ou um valor por número de propostas apresentadas.

trampos

Para facilitar a vida dos recrutadores e dos candidatos, há também um FAQ (lista de perguntas frequentes) que ajuda a utilizar de forma adequada o site. O serviço também é gratuito, mas oferece vantagens para usuários dispostos a desembolsar uma quantia mensal.

Comunica Geral

Com várias ofertas de freela e de emprego, o site Comunica Geral possibilita a contratantes um cadastro grátis. No caso dos profissionais, um plano pago é necessário para que seja possível apresentar de forma satisfatória o portifólio e se candidatar a projetos.

comunica geral

Há oportunidades nas áreas de desenvolvimento de software, comunicação, design, fotografia, marketing, web design, entre outras. O Comunica Geral também possibilita que haja troca de mensagens entre os contratantes e os freelancers.

Gostou? Aproveite e confira nossa lista completa de sites para prestadores de serviços.

Comentários